Páginas

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Diálogo sobre a dor

Texto originalmente publicado em iFetiche


A estrada era escura e a noite fria. O inverno ainda não havia chegado. Talvez não chegasse tão cedo. Fazia um bocado de tempo que não conversava com ela. Não as conversa de internet. Os dois, no carro, voltando de uma noite maravilhosa. Nada excepcional. Um jantar, sobremesa, escutar uma peça de um romântico alemã, um italiano que falava com as mãos, algumas, lágrimas. A volta para casa. Ela não podia ver o mar. Passava da hora dos remédios. E com eles, o tombo é certo. Sei que esteve perdida entre devaneios e dores, mas, parecia melhor, realmente melhor.
Já havia comentado que sua escrita havia melhorado. Se perder dentro dela foi o melhor combustível para sua arte. O mote: a dor. "No inverno uso sapatos de salto alto porque não sinto dor.", foi a frase que me fez ter o insight. Será que ela sabe o que é a dor? Cada vez mais a vejo rodeando a dor. Mas, não aquela fundamental,  mas, aquela que gera o prazer. A dor como ópio, como bálsamo para os sentidos, para a vida sem sentido ou cor. Será que são ecos de mim? Ou é o egocentrismo tentando justificar o mundo que me rodeia? Realmente, não sei. Sei o quanto fico preocupado. Devo ter alguma espécie maldita de Toque de Midas, em que tudo que toco fica podre. Tento puxar o assunto. Perguntar pra ela o como ela tem convertido a dor. Ela nunca falou isso explicitamente para mim, mas, sei que o faz.
- Uso sapato scarpin em casa.
- Apenas isso?
- Também torço o dedo.
- Como?
- É, torço numa posição para doer muito. Aí, as outras dores ficam menores. Até somem.
- Hum. E não tem outras coisas?
- Mordidas. Mas, deixa umas marcas muito feias.
- Sabe o que é isso, né?
- Eu que sempre odiei a dor.
- No teu caso, ela está sendo um remédio para outras dores.
Neste momento, ponderei muito sobre o que falar e em como falar. Mas, fui só silêncio.
- Assista o filme SM-Rechter.
- É bom?
- Assista.

Cilício

Um comentário:

elfah disse...

Entendo isso... De usar outras dores para diminuir uma só.
A melhor forma são cortes, em minha sincera opinião...