Páginas

sábado, 29 de agosto de 2009

As bonecas são felizes enquanto a multidão passa...



...

Todo dia eu mato uma pessoa
Porém, a cada dia novo ela ressurge
Como se de nada tivesse valido
Aquela morte produzida

Abdicar-se é morrer em si mesmo
Mas quando estas mortes não serão mais em vão?
Começo a desconfiar que talvez sentimentos
Sejam apenas fraquezas humanas

Sou muito fraco, pois ainda choro
Talvez eu devesse arrancar meus olhos
Para que lágrimas não saíssem mais deles
Talvez cego enxergasse melhor o mundo

Fico no escuro, pois sou um ser nefasto...

18/04/1984

2 comentários:

Jaqueliny Euzébio disse...

"Abdicar-se é morrer em si mesmo".


Adorei!
Mais uma vez, texto muito bom.

.:luiza:. disse...

é engraçado como as idéias estão no ar e daí em um dia qualquer alguém chega e fala o que você sempre quis dizer mas não teve coragem, ou palavras suficientes. Obrigada por dizer o que eu precisava.