Páginas

terça-feira, 3 de março de 2009

Raios e canudos


- Consegue vir aqui agora?
- Mas com esta chuva, só se tivesse um ótimo barco pra cortar todo o engarrafamento... Vou ver o que posso fazer.

...

- To aqui na portaria, vem me dar um "oi".

Neste momento a chuva caia como tufos, trovões e um vento contínuo sem direção. A pândega da natureza estava formada. Neste momento os olhos se encontram, e ele rouba aquele beijo, meio maroto, quase de canto de boca. Ela simplesmente o joga na chuva, e não retribui aquele beijo magro e sem viço, mas lhe impõe o desejo a tanto calado.

- Tenho que ir, meu irmão te arranca as bolas e faz um chaveiro se te ver aqui.
- Vou mesmo precisar delas.

...

- Por que te querer é tão voraz?
- Não sei. Talvez a distância, quem sabe é porque te quero também... E vamos apenas conversar? Se é pra te querer, não te quero em pedaços, vou querer tudinho.
- Quanto tempo temos pro "tudinho"?
- Olha, ele tá na cama deitado, espero que não me ligue tão cedo. Disse que fui dar uma boa caminhada. Acho que posso voltar bem suada.
- Adoro poder deixar alguém bem suada.
- Então, deixa de papo, seja mais objetivo e anda logo com este carro.
- Ok, my captain.

...

- Teu corpo sempre me encanta, assim meu violão se cala pra te ver passar...
- Deixa de ser bobo, cante alguma coisa pra mim enquanto tomo um bom banho.
- Vou errar até "parabéns pra você" se tentar cantar. Vou apenas tocar, você que está no chuveiro, que cante!
- Assim eu fico sem jeito...
- Anda com este banho, não aguento mais, te quero e agora.
- Mas vou estar um tanto molhada.
- Pois é pra isto que estou aqui (neste momento ele tenta armar a maior cara de cafajeste que conhece).
- Cachorro! Bem cretino este teu jeito... Mas gosto dele. Vem, me pega. Vou te dar trabalho.
- Não penses você que tenho medo de mulher. Tá pra nascer ainda que me deixe arriado. Vou te mostrar...

Entre mordidas, gemidos, suor e muito cabelo, as horas passaram voando. Triste ele olhava ela de cima, mas não deixava que isto saisse de seus olhos. Triste não era o melhor adjetivo pra classificar o seu olhar, beirava a plenitude e o torpor, mas se perguntava "e agora? Tão pleno o agora que talvez não se repita. Estranho ela me completar com toda esta distância... Como o corpo dela me acalma, me sacia. Chego a me tornar fácil. Cada vez que toco ela, a paixão vem como um sentido extra pros cinco que tenho..."

- Que cara é esta de cachorro que caiu da mudança? Vem e me afaga. Eu bem que mereço aquela massagem nos pés...
- Quem sabe fazer massagens aqui é você. Eu apenas aperto e vejo a tua cara de bom ou ruim.
- Você esta falante demais, seu grilo.
- É a alegria se sentir o teu cheiro misturado ao meu.
- Você sempre com estas palavrinhas tolas que me deixam boba.
- Gosto de te ver sem jeito, parece menininha que ganha flor de jardim de primeiro namorado.
- Era bem disto que preciso, um pouco de romance com um bocado de sacanagem.
- Sabe onde e com quem conseguir. Sou bobamente apaixonado por você, não é nenhuma novidade pra ti.
Ela afaga o pouco cabelo que lhe resta, quase careca, apesar da curta idade.
- Vou sentir o teu cheiro em mim a semana toda.
- Pois trate de não deixar ele em muitas outras pessoas...
- Ciúmes?
- Não, mas se te satisfiz, não precisa tão cedo dar um cansaço em outro alguém.
- Ciúmes. Mas aceito o teu argumento... Preparada pro segundo tempo?
- Assim você me mata, seu safado.
- E não vale morrer de amor?
- Não, quando se quer mais amanhã.
- Você me deixa em breve, e não serei mais eu a te dar prazer. Não tenho ciúmes ou outro apego. Gostaria apenas de te ter mais perto. Você me faz bem, muito mais do que consegue ver.
- Nico bobo.

Aquele abraço quente e cheio de ternura. Ela não viu a lágrima solitária que rolou na face do triste mancebo, mas de todos os fluidos presentes nos corpos, aquele foi o mais salgado sentido na noite.

...

- Um Shake com ovomaltine e dos grandes.
- O legal é chupar bem rápido, que dói a cabeça...
- Eu é que o diga!

03/03/09

3 comentários:

. disse...

gente, que texto mais sexual! :D

Mariana Carneiro disse...

Nossa, muito bom, adorei!
^^

elfah disse...

Quem ser essa?