Páginas

quinta-feira, 11 de agosto de 2005

Folhas soltas - 1



Dia 1

O primeiro dia deveria ter sido ontem, ou talvez o outro... Não sei mais quando deveria ter começado...
Porém agora, cá estou...
Não quero que ninguém leia o que vou escrever aqui. E se por ventura ler, foi obra do destino...
Não vou adicionar amigos e nem comentar no fotolog de ninguém com este login...


Lamúria 1:

Ontem não foi um dia muito bom... Nada trivial...
Queria eu explodir de tanta raiva...
Talvez soltar os meus demônios...
Talvez movimentos involuntários da minha lascívia...

Tento, mesmo que em vão, libertar-me de meu homúnculo fálico...
Será que conseguirei me vencer???
Ou serei derrotado por mim???
Alguém tem que vencer...

Não existirá empate, pois assim todos sairiam frustrados
E nasceria um terceiro, um fênix dentre os outros...
Mas será que existe de fato o equilíbrio???

Tenho a impressão que sou muito chato...
Não sei tolerar ninguém...
E consigo desvelar qualquer defeito em alguém...

Eu queria apenas não sentir esta chama que me corrói...
Que faz eu ser feito de vontades e desejos...
Talvez aí perdesse minha humanidade...
Mas será que eu não seria o mesmo???

...

Tentarei todo dia escrever uma frase da alguém importante...

"Ninguém é igual a ninguém. Todo ser humano é um estranho ímpar" Drummond

11/08/05